Requisitos do Windows 11 que fazem com que não seja Suportado em Hardware mais Antigo

A chegada do Windows 11 trouxe várias inovações e melhorias significativas em termos de desempenho, segurança e usabilidade. No entanto, uma das questões mais debatidas é a exigência de hardware mais recente para suportar este novo sistema operativo. Muitos utilizadores têm encontrado dificuldades em atualizar os seus dispositivos mais antigos para o Windows 11 devido aos novos requisitos de hardware estabelecidos pela Microsoft. Neste artigo, exploramos os principais motivos que fazem com que o Windows 11 não seja compatível com hardware mais antigo, focando-nos nos aspetos de segurança, desempenho e compatibilidade.

Requisitos do Windows 11


Requisitos de Segurança do Windows 11

Um dos principais motivos para a incompatibilidade do Windows 11 com hardware mais antigo é a ênfase da Microsoft em reforçar a segurança. O Windows 11 exige o suporte para TPM 2.0 (Trusted Platform Module), um chip de segurança que fornece funções de criptografia em nível de hardware. Este componente é essencial para recursos como o Windows Hello e BitLocker, que protegem os dados e a privacidade dos utilizadores.

Os dispositivos mais antigos muitas vezes não possuem TPM 2.0, ou têm versões anteriores do TPM que não são compatíveis com o Windows 11. A exigência do TPM 2.0 garante que os sistemas operem num ambiente mais seguro, protegendo contra ameaças cada vez mais sofisticadas.

Processadores Compatíveis

Outro requisito crucial do Windows 11 é a compatibilidade com processadores modernos. A Microsoft estabeleceu uma lista de CPUs suportadas que inclui apenas processadores de última geração, como Intel Core de 8ª geração ou superior e AMD Ryzen 2000 ou superior. Estes processadores oferecem melhorias significativas em termos de desempenho e eficiência energética, permitindo uma experiência de utilizador mais fluida e rápida.

Os processadores mais antigos podem não suportar certas funcionalidades avançadas do Windows 11, como o novo design de interface e as atualizações de multitarefa. Além disso, os processadores mais recentes incluem instruções específicas e otimizações de segurança que são fundamentais para a execução do Windows 11.

UEFI e Secure Boot

O Windows 11 também requer UEFI (Unified Extensible Firmware Interface) com Secure Boot habilitado. UEFI é uma interface moderna entre o sistema operativo e o firmware do hardware, substituindo o antigo BIOS. O Secure Boot impede que software não autorizado ou malicioso seja executado durante o processo de arranque do sistema, melhorando a segurança desde o início.

Muitos computadores mais antigos ainda utilizam o BIOS legacy e não suportam UEFI com Secure Boot, tornando-os incompatíveis com o Windows 11. A transição para UEFI é essencial para garantir que o sistema operativo possa tirar proveito de todas as melhorias de segurança e desempenho oferecidas pelo Windows 11.

DirectStorage e Outros Recursos Avançados

O Windows 11 introduz o DirectStorage, uma tecnologia que permite tempos de carregamento mais rápidos e experiências de jogo mais fluidas ao descarregar parte do processamento de dados do CPU para o SSD. Para utilizar o DirectStorage, é necessário ter um SSD NVMe, que muitos dispositivos mais antigos não possuem.

Além disso, o Windows 11 requer suporte para gráficos DirectX 12 e uma tela compatível com HDR (High Dynamic Range), o que melhora significativamente a qualidade visual e a performance gráfica. Estes requisitos avançados garantem que os utilizadores possam desfrutar plenamente das novas capacidades multimédia e de jogos do Windows 11, mas limitam a compatibilidade com hardware mais antigo.

O meu PC Windows 10 deixará de funcionar?

Não. O seu PC continuará a funcionar; no entanto, o suporte para o Windows 10 será descontinuado. Após 14 de outubro de 2025, o seu PC Windows 10 deixará de receber atualizações de segurança e a Microsoft deixará de fornecer suporte técnico para o Windows 10. Portanto, enquanto o seu dispositivo continuará a funcionar, deixará de ser seguro utilizá-lo sem as atualizações regulares de segurança.

Em suma, os requisitos de hardware do Windows 11 foram estabelecidos para garantir que o novo sistema operativo ofereça as melhores melhorias em termos de segurança, desempenho e usabilidade. No entanto, isso significa que muitos dispositivos mais antigos não serão compatíveis devido à falta de suporte para TPM 2.0, processadores modernos, UEFI com Secure Boot e outros recursos avançados. Embora isso possa ser decepcionante para alguns utilizadores, esses requisitos são essenciais para proporcionar uma experiência de utilizador mais segura e eficiente no ambiente digital atual.

Se o seu dispositivo não é compatível com o Windows 11, pode ser uma boa altura para considerar uma atualização de hardware para aproveitar todas as novas funcionalidades e melhorias que este sistema operativo tem a oferecer.

PC ASSISTE: Serviços de Assistência em Informática.

Precisa de assistência informática ao domicílio? Marque Já Aqui


Discover more from PC ASSISTE

Subscribe to get the latest posts to your email.