Usa o Windows 10? Então esqueça o Windows Defender

Depois de terem sido revelados os melhores antivírus para Android, a AV-TEST lançou agora um estudo curioso: afinal quais os antivírus que mais prejudicam o desempenho do Windows 10?

Os resultados são simplesmente “curiosos”! Saiba porquê e fique a saber qual o impacto do seu antivírus no sistema operativo da Microsoft.

Se usa o Windows Defender no Windows 10 então é melhor pensar duas vezes se o deve manter. De acordo com um estudo da AV-TEST, o Windows Defender é a pior solução, em termos de desempenho, para o sistema operativo da Microsoft. De acordo com os resultados obtidos, o Windows Defender influencia negativamente o desempenho do Windows 10 tendo obtido uma pontuação de 33,3 (quando menor, melhor).

Na segunda posição dos antivírus que prejudicam  o desempenho do Windows 10 encontramos o Quick Heal, que obteve 31,8 pontos, seguido do Trend Micro com 28,3 pontos. Segundo o teste, os que menos influenciam o desempenho do sistema são o K7, ESET, Avast e AVG.

Windows Defender: Como afeta o desempenho do Windows 10?

Como é sabido, o Windows Defender vem pré-instalado no Windows 10. No entanto, mesmo sendo um antivírus feito à medida, o Windows Defender influencia negativamente quando fazemos cópia de ficheiros, quando instalamos software e tem até impacto quando fazemos download de ficheiros.

Este teste foi realizado num Lenovo G50 com um CPU Intel Core i3, 4GB RAM e HDD. O sistema operativo era o Windows 10 Fall Creators Update e todas as aplicações estavam com as opções por omissão. A AV-Comparatives executou um conjunto de testes que englobaram a compactação e descompactação de ficheiros, instalação e remoção de software, execução de aplicações, download de ficheiros, pesquisas online, entre outros.

FONTE: pplware.sapo.pt

Deixar uma resposta