Nova build do Windows 10 avança o plano da Microsoft de acabar com as passwords


A Microsoft tem um plano bem definido do que toca aos processos de autenticação do Windows 10. Quer acabar com as passwords e passar a usar métodos alternativos de autenticação.

Se até agora se tinha limitado a mostrar ideias e conceitos, mudou completamente e a mais recente build Insiders do Windows 10 traz uma novidade que permite que os utilizadores se possam autenticar com o seu telefone.

O desejo da Microsoft, e até da maioria dos utilizadores, é abandonar a utilização de passwords. Para além de serem complicadas de memorizar, são um ponto de falha e de quebra de segurança.

Para isso a empresa tem criado formas alternativas de autenticação, que vão para além dos sistemas biométricos. A forma mais simples parece ser a utilização dos smartphones para transmissão de códigos de autenticação.

Nova build vai acabar com as passwords

Na mais recente build do Windows 10 a Microsoft passou a permitir a autenticação sem password, recorrendo apenas a um código recebido no smartphone. No entanto, este código só precisará de ser usado uma vez.

Microsoft já não precisa de passwords no Windows 10

Ao autenticar num novo PC, espera-se que o utilizador use essa nova conta e que se autentique com o código recebido. Dai em diante, a autenticação deverá ser configurada para usar o Windows Hello, através das várias formas de biometria usada.

Desta forma, as passwords nunca serão colocadas, até porque a conta do utilizador não terá qualquer definida, desde que tenham um número de telefone associado. Estas contas podem ser já criadas, em qualquer app da Microsoft que requeiram a autenticação para Android ou iOS.

Depois de alguns dias em testes nas builds do Windows Home, esta novidade foi agora alargada a todos e pode ser já testada. Espera-se que chegue aos utilizadores finais do Windows 10 na próxima grande atualização, que devera ser lançada em abril deste ano.

Fonte: pplware.sapo.pt

Precisa de assistência informática ao domicílio? Marque já aqui

Deixar uma resposta