Mesh WiFi: uma solução para levar a rede sem fios a todos os cantos da casa

“A net aqui é fraca”. Uma expressão do nosso tempo que normalmente denota que a conexão WiFi não é a melhor, em algumas partes da casa. Sem dúvida um problema do primeiro mundo, mas um que é cada vez mais chato e inconveniente para os estilos de vida super conectados de hoje em dia, e com tendência a agravar-se, com o advento da “Internet of Things”

Até há pouco tempo a solução para este problemas passava apenas pela instalação de access points tradicionais extra e repetidores de sinal.

as redes WiFi dos diversos pontos de acesso nem sempre é instantânea e transparente, podendo afectar a performance da ligação e a agradabilidade de utilização.

Ao longo do ultimo ano começou a ser introduzido no mercado, tanto por startups com soluções próprias e inovadoras, como pelas marcas mais tradicionais, um novo tipo de produto que pretende dar resposta a estes problemas, os Sistemas de WiFi Mesh.
Estes sistemas fazem uso de um conjunto de nós interligados.

Nesta topologia, os nós de rede interligam-se entre si da maneira mais eficiente de forma automática, providenciado sempre a ligação mais rápida possível, ao mesmo tempo que asseguram algum nível de redundância na rede.
As grandes vantagens destes sistemas são:
– configuração simplificada: basta espalhar os nós pela casa que a rede auto-configura-se. Ao utilizador cabe apenas escolher um nome e as opções de segurança, o que pode ser feito via APPs de smartphone.
– gestão automática: o sistema ajusta em tempo real o caminho das comunicações pelos vários nós, providenciando sempre a melhor performance possível. Além disso, é capaz de compensar automaticamente a falha de algum nó ou ligação, reencaminhado o tráfego por caminhos alternativos.
– transição transparente entre nós: todos os nós transmitem e recebem efectivamente a mesma rede wifi, fazendo a gestão do tráfego internamente. Para o utilizador o resultado é uma ligação estável e ininterrupta a uma só rede wifi, sem quebras de performance, falhas de sinal ou soluços motivados por re-conexões.
– facilidade de expansão: basta acrescentar nós.
– uma vantagem mais subjectiva prende-se com a integração estética destas soluções, que são desenhadas mais como “bibelots” do que como peças tecnológicas. Alguns exemplos:

ginar um futuro onde sistemas Mesh de menor custo e baseados em protocolos unificados se tornem o standard das redes sem fios caseiras.

Por agora, pesados os prós e os contras, quem estiver interessado em entrar já no mundo Mesh pode encontrar algumas soluções no famoso comparador KuantoKusta:

Netgear Orbi, considerado um dos melhores sistemas actualmente disponíveis.
Linksys Velop
TP-Link Deco
ASUS Lyra
devolo Magic

 

Fonte: portal.zwame.pt

Deixar uma resposta